Ódios de estimação

Se existem ódios de estimação quanto a comida, a beterraba e as favas estão sem dúvida incluídas.

Das favas tratarei mais tarde quando vos apresentar este legume em versões de salada. 

Hoje vamos analisar o tema da beterraba e as dúvidas que levanta a muitos. Sim, porque esta moda dos smoothies detox tem tido o mérito de habituar os nossos paladares a esta raiz e de conquistar fãs incondicionais. Mas ainda há muitos renitentes. Talvez porque não estamos habituados à sua característica predominante que é a cor.

Enquanto crianças, olhamos para um prato e pensamos: hmm, brancos, amarelos e acastanhados comemos; verdes talvez; roxo ???

Pois. Mas é na cor que está o ganho. É esta característica da beterraba que lhe confere propriedades anti-cancerígenas. E a listagem de qualidades é quase infinita: anti-inflamatória, rica em fibra e vitaminas, ajuda a combater o colesterol e a anemia, etc.

Habituados a  vê-la presente em insípidas saladas, e porventura sopas, raramente encontramos a beterraba como o elemento principal numa refeição. A receita que se segue combina este super alimento com a cevada. Encontra este cereal à venda nos supermercados biológicos ou de alimentação saudável. É um excelente substituto do arroz, adiciona mais textura ao prato e é integral.

Rendam se à beterraba.

Pet hates

If there are any pet hates in the food world, I am sure that broad beans and beetroots are included.

I will address broad beans later on and present it in some salad recipes.

For now let us approach the beet issue and all the mixed emotions it seems to arouse. True, the detox smoothie craze has had the merit of accostuming our palates to the taste of this root and has consequently earned the beet many unconditional fans. But there remain a reticent few. This might be so because of  it´s more predominant feature, the colour.

As children we look at a plate and think: hmmm, whites, yellows and browns to eat; greens maybe; purples ???

Well. The gain is in the colour. It is this characteristic that lends the beet it´s anti-cancer properties. And the list of other qualities is endless: packed with vitamins and fibre, helps fight cholesterol and anemia, etc.

Usually found in insipid salads, and by chance in soups, we rarely find the beet in the leading role on a recipe. The one that follows combines this super food with barley. This cereal is an excellent substitute for rice, adds crunch to the bite and is wholesome.

Surrender to the beet.



Para 2 porções como prato principal ou 4 como acompanhamento

  • Ligue o forno a 200º C .
  • Enrole as beterrabas separadamente em folha de alumínio.
  • Coloque numa assadeira e leve ao forno durante uma hora.
  • Retire e deixe arrefecerem. Retire a pele. 

Se quiser saltar esta parte, compre beterrabas cozidas em vácuo.

  • Aqueça o azeite num tacho e cozinhe a chalota picada durante uns minutos até ficar translúcida.
  • Junte o alho picado e deixe cozinhar mais um a dois minutos.
  • Depois de lavar e escorrer a cevada, junte ao tacho e misture.
  • Adicione o caldo de galinha NATURA e 1 litro de água.
  • Deixe cozer durante meia hora mexendo de vez em quando. A cevada está pronta quando tiver cozida mas ainda com algum crocante ao morder, ou seja, al dente.
  • Corte a beterraba aos cubos e misture à cevada.
  • Aqueça as nozes numa frigideira em lume alto até sentir o cheiro do óleo das nozes a surgir.
  • Sirva polvilhado com manjericão cortado às tiras e feta esfarelado.
  • Por fim junte as nozes.

For 2 servings as main dish or 4 as side dish

  • Turn the oven on at 400º F.
  • Wrap each beetroot individually in aluminium foil.
  • Place in a baking dish and bake for an hour.
  • Leave to cool down and peel them. 

If you want to skip this part, replace with store bought cooked beetroots.

  • Heat the extra virgin oil in a pan and cook the shallots for 10 minutes until it turns clear.
  • Add the chopped garlic clove and cook for another minute or so.
  • After rinsing and draining the barley, add to the pan.
  • Add 1 litre stock and let it simmer for approximately an hour. The barley is ready when it is cooked but a slight crunch remains in the bite.
  • Cut the beetroot into small dices and add to the barley.
  • Heat the nuts in a skillet on high heat until you can start to smell the nuts`oils being released.
  • Serve with a dash of shredded basil leaves and crumbled feta.
  • Sprinkle with nuts.

 

Ingredientes

  • 2 beterrabas cruas ou em vácuo
  • 250 grs de cevada (normal ou perolada)
  • 2 colheres de sopa de azeite virgem extra
  • 2 chalotas
  • 1 dente de alho
  • 1 caldo de galinha NATURA
  • 100 grs de feta
  • molho de folhas de manjericão
  • 30 grs de nozes

Ingredients

  • 2 raw beetroots or cooked and stored in vacuum packaging
  • 250 grs of barley (pearl or regular)
  • 2 tbsp of extra virgin olive oil
  • 2 shallots 
  • 1 garlic clove
  • 1 litre chicken stock
  • 100 grs feta
  • a few basil leaves
  • 30 grs nuts