#Salads

If you surf the web in search of salads you will find all sorts of definitions and compositions.

For some, salad still represents those dreary lettuce leaves sparingly dressed with olive oil that mom made you eat at home and that some restaurants offer as a side dish. Others relate to salads as their way into slimming. How often do you hear: " I am starting a diet tomorrow. Only salads for me now!"? 

Salads are in fact a great way to up your vegetable intake and sometimes the only way to create a proper meal from what is left in your fridge. But you should consider if your salad is nutritionally balanced. Or one of two things can happen: you will soon crave for more food because it was too skimpy on nutrients or the dressing is too rich on fat and your health and slimming considerations will fly out the window!

According to Oxford Dictionary, a salad is a mixture of raw green vegetables (such as different types of lettuce) usually combined with other raw vegetables. I identify more with the latter definition they offer that a salad can also be a mixture of small pieces of raw or cooked food (such as pasta, meat, fruit, eggs or vegetables) combined usually with a dressing and served cold.

Here are Gray´s Cuisine´s Rules & Regulations for a proper salad.

  • Salads are the perfect stage to create textures and flavours. Made up of several ingredients, you can add some sweetness with fruit, some crunchiness with nuts and seeds and some chewiness with cold grains.
  • The salad assembly is dynamic. If a recipe asks for something you don´t have, replacing that ingredient with a similar one normally does not greatly influence the outcome. So don´t get stuck on a recipe just because you need some specific nut or seed you can´t find in your pantry.
  • Dressings are static. Do not mess with the measurements required of each ingredient because slight changes may and most certainly will have an impact.
  • Everything tastes better at room temperature rather than cold and straight out of the fridge.
  • Adding a hot element as a finishing touch such as roasted sweet potato cubes will almost certainly surprise you in a positive way.
  • The same can be said of adding a cold and crunchy element such as shaved raw fennel or sliced apple.
  • All salads benefit from adding cheese. Sorry non-dairy lovers but that is the cold hard truth. 
  • In salads watch out for your protein intake because that is what will keep you full for longer. So use beans, pulses, grains, nuts and seeds if you don´t have any protein coming from meat, fish, eggs or tofu.
  • If you need to assemble your salad beforehand for taking to the office, beach or picnic make sure you place the dressing in the container first of all and then add something that doesn´t wilt or loose its crunchiness on top of it. That will protect the rest of the ingredients from the dressing because vinegar or lemon juice cooks due to their acidic nature and salt pulls out the water in ingredients that are water-packed and crisp like cucumbers, watermelon and tomato.
  • Salads are super portable and easy to make beforehand. 

Enjoy your salads and be creative. Take notes of what works for you and what doesn´t and soon you will be hooked.

Today´s recipe is one of many I love and a good example of what I believe a salad should be.

Barley, Goat Cheese, Apricot and Macadamia Salad

Barley, Goat Cheese, Apricot and Macadamia Salad

Se navegar na internet à procura de saladas irá encontrar todo o género de definições e composições.

Para alguns, uma salada representa um molho de folhas de alface sem graça mal temperadas com azeite ou óleo que a mãe lhes servia ao jantar ou que alguns restaurantes insistem em oferecer como acompanhamento ao prato principal. Outros relacionam-se de modo diferente. Quantas vezes ouvimos: "Amanhã começo a minha dieta. É só saladas agora!"?


As saladas são realmente uma óptima forma de aumentar o consumo de vegetais e por vezes a única forma de criarmos uma refeição com o que encontramos no frigorifico. Mas devia pensar se a sua salada é nutricionalmente equilibrada. Se não uma de duas coisas pode acontecer: rápidamente terá fome outra vez porque tinha pouca substância ou o molho é rico de mais em gordura e as suas preocupações sobre saúde e emagrecer saem goradas.

De acordo com o Dicionário Oxford, uma salada é uma mistura de vegetais de folha verdes (como diferentes tipos de alface) normalmente combinados com outros legumes crus. Eu identifico-me mais com a definição posterior que diz que uma salada pode também ser uma mistura de pequenos pedaços de comida crua ou cozinhada (como pasta, carne, fruta, ovos ou vegetais) temperados com um molho e deve ser servida fria.

Aqui estão as Regras & Regulamentos da Gray´s Cuisine para uma boa salada.

  • As saladas são o palco perfeito para criar texturas e sabores. Feitas de vários ingredientes, pode adicionar algo doce como fruta, algo crocante como frutos secos e sementes ou algo mastigável como cereais cozidos (quinoa, cevada, kamut)
  • A montagem da salada é dinâmica. Se uma receita requere um ingrediente que não tem, substituir esse elemento por um similar normalmente não influencia significativamente o resultado final. Portanto não se atrapalhe com uma receita só porque esta pede um fruto seco ou semente que não tem na despensa.
  • Os molhos são estáticos. Não fuja muito às medidas de cada ingrediente num molho porque mudanças pequenas podem ter muito impacto.
  • Tudo sabe melhor à temperatura ambiente ao contrário de comida acabada de sair do frigorífico e extremamente fria.
  • Adicionar um elemento quente para finalizar uma salada como cubos de batata doce assada irá com certeza surpreendê-lo na positiva.
  • O mesmo se poderá dizer de adicionar um elemento frio e crocante como fatias finas de funcho ou maçã.
  • Todas as saladas melhoram com queijo. Desculpem os amantes de produtos não lácteos mas essa é a verdade nua e crua.
  • Tenha atenção com o conteúdo proteico porque é a proteína que o manterá saciado. Portanto use feijões, lentilhas, arroz, frutos secos e sementes se a sua salada não contem carne, peixe, ovos ou tofu.
  • Se precisa de montar a sua salada com antecedência para levar para o escritório, praia ou piquenique certifique-se que põe o molho no fundo e depois por cima coloca um ingrediente que não vá murchar ou perder o seu crocante. Isso irá proteger o resto dos ingredientes da salada uma vez que o vinagre ou sumo de limão cozinham os alimentos devido à sua acidez e o sal retira a água de alguns elementos com elevado conteúdo da mesma como o pepino, melancia e tomate.
  • As saladas são muito portáteis e fáceis de fazer de véspera.

Aprecie as suas saladas e seja creativo. Faça apontamentos do que resulta para o seu paladar e não tarda estará salado-dependente.

A receita de hoje é uma das muitas que eu adoro e que serve como um bom exemplo do que eu acho que uma boa salada deve ser.

Serves 4

  1. Soak the apricots in cold water.
  2. Sweat the chopped onion and chopped celery sticks in 2 tbsp of olive oil and add the rinsed barley. Stir and cook for one or two minutes to slightly toast the grains. 
  3. Add the water and chicken stock cube and allow to boil. Put a lid on and allow to simmer for 20 minutes. Leave to cool with the lid on so that the barley absorbs all the liquid.
  4. Grind the spices in a pestle and mortar.
  5. Heat 3 tbsp of extra virgin olive oil and add the crushed spices and the chilli flakes. Cook for one minute. Set aside and allow to cool.
  6. Whisk in the cider vinegar and orange zest to the spiced olive oil.
  7. Toast the macadamia nuts in a pan and set aside.
  8. Drain the apricots and chop them coarsely.
  9. Cut the cheese into cubes.
  10. Chop the herbs and mix all the ingredients except the iceberg lettuce. Add this last element only at the last moment before serving.

Para 4 porções

  1. Coloque os alperces em água fria.
  2. Salteie a cebola picada e os talos de aipo fatiados em 2 colheres de azeite virgem extra e depois adicione a cevada lavada e escorrida. Deixe cozinhar por um a dois minutos para a cevada tostar ligeiramente.
  3. Junte a água e o caldo de galinha e deixe ferver. Tape e deixe cozinhar em lume brando por 20 minutos. Deixe arrefecer tapado para a cevada absorver todo o liquido.
  4. Triture as especiarias com o uso de um pilão.
  5. Aqueça 3 colheres de sopa de azeite virgem extra numa frigideira e junte as especiarias. Cozinhe por um minuto e retire para esfriar.
  6. Misture o vinagre e a raspa de laranja ao azeite com especiarias.
  7. Torre as nozes de macadamia ligeiramente.
  8. Escorra os alperces e pique grosseiramente.
  9. Corte o queijo em cubos.
  10. Pique as ervas aromáticas e misture todos os ingredientes à excepção da alface icebergue. Essa deve juntar apenas antes de servir.

Ingredients

  • 100g dried apricots
  • 200g barley
  • 400 ml water
  • 1 chicken stock cube
  • 2 celery sticks
  • 1 onion
  • 5 tbsp extra virgin olive oil
  • 200g goat cheese in brine
  • 1/2 cup pomegranate seeds
  • 100g macadamia nuts
  • 1 cup chopped coriander 
  • 1 cup chopped parsley
  • 1/2 cup chopped mint
  • 1 tsp fennel seeds
  • 1 tsp coriander seeds
  • 1/2 tsp cumin seeds
  • 1 tsp chilli flakes
  • 1 tsp orange zest
  • 1 tbsp cider vinegar
  • 150g iceberg lettuce

ingredientes

  • 100g alperces secos
  • 200g cevada
  • 400 ml água
  • 1 caldo de galinha
  • 2 talos de aipo
  • 1 cebola
  • 5 colheres de sopa de azeite virgem extra
  • 200g de queijo cabra em salmoura
  • 1/2 chávena de sementes de romã
  • 100g de nozes macadamia
  • 1 chávena de coentros picados
  • 1 chávena de salsa picada
  • 1/2 chávena de hortelã picada
  • 1 colher de chá de sementes de funcho
  • 1 colher de chá de sementes de coentro
  • 1/2 colher de chá de sementes de cominho
  • 1 colher de chá de piri piri em flocos
  • 1 colher de chá de raspa de laranja
  • 1 colher de sopa de vinagre de cidra
  • 150g de alface icebergue